• info@travelporto.com

A Boda

A Boda

Artigo original

São atores e colegas do desaparecido Teatro da Cornucópia e olham para esta encenação de A Boda, de Bertolt Brecht, como o segundo gesto de uma aposta na emancipação de um “novo” grupo em formação.
Nesta centenária peça de um ato, uma das suas primeiras, Brecht decanta na desagregação de uma célula familiar todo o conturbado fracasso do período pós-Primeira Guerra Mundial alemão. Os noivos e convidados de A Boda entregam-se a uma coreografia ilusória de papéis, atitudes e expectativas, mas cedo o verniz estala, “a mobília cerimonial” quebra, a “cola” que a segurava sendo falsa. Através do olhar quase indiscreto e comicamente cruel de Brecht, como se “a ideia fosse rir e fazer rir do sério”, o encenador Ricardo Aibéo viu a possibilidade de fazer, nesta altura precisa, uma espécie de “divertimento” que simultaneamente nos convida a perguntar “se é no conforto, na comodidade, no nosso pequenino espaço que devemos investir o nosso suor”.

admin

Leave a Reply